A  G.∙. D.∙. G.∙. A.∙. D.∙. U.∙.

A.∙.R.∙.L.∙.S.∙. Fraternidade Serrana, nº 57

SÃO JOAQUIM- SC

 

       

Rito Escocês Antigo e Aceito

 

Mais detalhes sobre o REAA

 

 

O Rito Escocês é uma das cerimônias mais difundidas na Maçonaria em todo o universo. É composto de 33 Graus.

Ele foi formado ou extraído do Rito de Perfeição, ou Rito de Heredon que contem 25 graus.

Permite a um Mestre Maçom se aprofundar no conhecimento maçônico, depois de ter atingido o terceiro grau da Maçonaria, considerada e mais conhecida como Simbólica ou Azul e que serve de base para toda as demais.

Para nós brasileiros as outras regras de cerimoniais que mais se propagaram, entre cerca de uma centena de Ritos, foram as do Rito de York, ou do Real Arco, as do rito Moderno ou Francês as do Rito Schröder, Alemão, as do rito Adoniramita

Termo "escocês" tem deixado dúvidas quanto à origem do Ritual. Muita gente acredita que, pelo seu nome, ele surgiu na Escócia. Outros acreditam ainda que os principais de seus graus só podem ser auferidos naquele país.

Na realidade as primeiras referências a este Ritual aparecem na França e os seus registros são franceses. Tudo ocorreu porque no final do século 17, vários maçons escoceses fugiram para a França em virtude de uma série de convulsões sociais que aconteceu nas Ilhas britânicas. Certamente que o tipo de cerimonial que utilizavam durante as reuniões que praticaram ficou definitivamente marcado como Ritual dos Escoceses ou Rito Escocês.

Foi a partir de 1732 que a primeira loja desses maçons escoceses “Scottish Chalé" passou a funcionar em Bordeaux, um dos centros de maçônicos mais antigos e mais influentes na França.

Os Obreiros dessa oficina eram ingleses e escoceses e lentamente foram recebendo membros nativos, franceses.

Os Altos Graus foram criados durante os anos 1738 a 1740, e só em 1761 um deles o Irm Stéphan Morin de Bordeaux teve permissão para levar estes títulos através do Atlântico até América. Em 1763 Morins se estabeleceu nas Antilhas, possessões francesas para neste tempo, organizar um sistema de 25 altos graus, conhecido como “Ritual de Perfeição”.

O REAA incluiu, além dos 3 graus simbólicos, os graus filosóficos que vão do 4º ao 33º.

Veja aqui detalhes sobre os 33 graus do REAA

 

 

O GRANDE PRIORADO DAS GÁLIAS E

O REGIME ESCOCÊS RETIFICADO

O Regime Escocês Retificado é um sistema maçônico e cavalheiresco cristão que foi constituído na França no terceiro quarto do século XVIII.

Depois de um aparente eclipse durante o século XIX, conhece atualmente, e sobretudo depois dos anos 60, uma renovada vitalidade.

O Grande Priorado de Gálias  foi criado na Espanha em 1986, onde duas Comendadorias foram a raiz da criação do Grande Priorado da Espanha de K.T. instalado pelo Grande Priorado da Inglaterra em 1994, e foi elevado à Priorado, ficando independentes do Grande Priorado da Espanha em quanto ao Rito e a transmissão própria do Regime Retificado.

Nascido na França, o Rito Escocês Retificado foi, e continua sendo, praticado em sua maior pureza e integridade originais sob a égide do Grande Priorado de Gálias, jurisdição independente e soberana que é conservadora e garante do Regime. O Grande Priorado de Gálias conserva os rituais em toda a sua pureza e integralidade iniciais, de igual modo que a Constituição Original, o Código maçônico das lojas reunidas e retificadas da França e o Código geral dos regulamentos da Ordem dos Cavaleiros Benfeitores da Cidade Santa (C.B.C.S.) de 1778. O Grande Priorado de Gálias é o garante da prática autêntica e regular do Rito.

É preciso assinalar que a noção do Regime tem a ver com a organização estrutural do sistema e a do Rito com a prática ritual propriamente dita. As duas expressões: Regime Escocês Retificado e Rito Escocês Retificado não são pois intercambiáveis nem significam o mesmo, ainda que o uso diário as confunda facilmente, possivelmente por causa de suas siglas comuns: R.E.R.

O Grande Priorado de Gálias não é, no sentido preciso do termo, um Grande Priorado Templário. É um Grande Priorado do Rito Escocês Retificado. Entretanto, conforme a vontade formal de seus fundadores, conserva uma filiação espiritual com antiga  Ordem do Templo .

O Regime Escocês Retificado tem por objetivo manter e fortificar, não só a Ordem Interior mas sim também as Lojas maçônicas, os princípios que são sua base e fundamento:

A fidelidade a religião cristã, fundamentada na fé na Santíssima Trindade;

A total adesão aos princípios e tradições, tanto maçônicos como cavalheirescas do Regime, que se traduzem num aprofundamento na fé cristã e no estudo da doutrina esotérica cristã, ensinada na Ordem;

O aperfeiçoamento do indivíduo pela prática das virtudes cristãs com o fim de aprender a vencer as paixões, corrigir os defeitos e progredir na via da realização espiritual;

A total dedicação a pátria e ao serviço ao próximo;

A prática constante de uma beneficência ativa e esclarecida a todos os homens, sem importar qual seja a sua raça, nacionalidade, situação, religião e suas opiniões políticas ou filosóficas.

Em definitivo, O Regime Escocês Retificado propõe a realização espiritual  como finalidade a cada um de seus membros, facilitando-lhe os meios para conseguir-lo, e em converter-se em homens verdadeiros, templos de Deus.

 

 

 

Primeiro Soberano Comendador do REAA para o Brasil - 1829

 

 

- Lojas simbólicas:  1°-3°: Aprendiz, Companheiro e Mestre Maçom;

- Lojas de Perfeição: 4°-14°: Mestre Secreto, 5° Mestre Perfeito e Secretário 

Íntimo, Preboste e Juiz, Intendente dos Edifícios, 9° Mestre Eleito dos Nove

10° Mestre Eleito dos Quinze, 11° Sublime Cavaleiro Eleito, 12° Grão Mestre Arquiteto

13° Real Arco, 14° Grande Escocês.

- Capítulos: 15°-18°: Cavaleiro do Oriente, Príncipe de Jerusalém, Cavaleiro do Oc\

Cavaleiro Rosa Cruz.

- Conselho Kadosh19° Grande Pontífice, 20° Soberano Príncipe da Maç\,

21° Cavaleiro Prussiano, 22° Cavaleiro Real Machado, 23° Chefe do Tabernáculo, 

24° Cavaleiro Serpente de Bronze, 25° Escocês Trinitário, 26° Grande Comendador do Templo, 

27° Cavaleiro do Sol, 28° Grande Escocês Santo André de Escócia, 29 ° Cavaleiro Kadosh.

- Consistórios: 31° Grande Inspetor e 32° Sublime Príncipe do Real Segredo.

- Supremo Conselho: Soberano Grande Inspetor Geral. 33° Grau

clique para voltar =>

 

Construção: Ir.·. Omero Souza Barbosa M.·. M.·.

copyright © 2005 - ARLS Fraternidade Serrana Nº 57

Filiada ao GOSC - Grande Oriente de Santa Catarina